Prefeitura amplia restrição de caminhões à avenida Djalma Batista

Em 15 dias a Prefeitura de Manaus vai estender a área de restrição para circulação de veículos pesados para a avenida Djalma Batistas, um dos principais corredores viários da cidade no eixo Norte-Sul. A exemplo do que ocorre na avenida Constantino Nery, a restrição terá dois horários

Restrição vai dar mais fluidez à Djalma Batista.

: o primeiro, de Máxima Restrição, das 6h às 9h e das 17h às 20h, quando só será permitida a circulação de veículos com até 8 toneladas de Peso Bruto Total; e o segundo, de Média Restrição, de 9h às 17h, quando será permitida a circulação de veículos de até 16 toneladas de PBT.

Antes disso, a partir desta quarta-feira, 30, a prefeitura inicia a campanha de orientação que será desenvolvida durante 15 dias por educadores e agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) em uma barreira montada no início da avenida, ao lado do viaduto Ayrton Senna, sentido bairro/Centro.

Após o período de orientação, a fiscalização do Manaustrans será realizada por agentes de trânsito em motocicletas e posicionados ao longo da via. Ao flagrarem um veículo fora das normas, o agente vai abordar o condutor para orientar a retirada do caminhão da avenida. A sinalização implantada na via alerta motoristas sobre as novas regras de circulação. Transitar com veículo com dimensões ou carga superior à máxima permitida é infração grave, com multa de R$ 127,69 e 5 pontos na carteira de Habilitação. Caso o condutor circule na via em horário não permitido, é infração média, com multa de R$ 85,13 e 4 pontos na CNH.

Além da Djalma Batista, a restrição de circulação está em vigor na Avenida Constantino Nery e em trechos de 12 ruas do centro da cidade. A Prefeitura de Manaus já desenvolve estudos para ampliar a restrição para as avenidas Darcy Vargas, Efigênio Sales, Rodrigo Otávio, Umberto Calderaro, Mario Ipiranga, Brasil e Boulevard Álvaro Maia.

 

Fotos: Tácio Melo

Últimas Notícias