Plano de gestão

Manaus é a oitava maior cidade brasileira, uma metrópole que abriga aproximadamente uma frota de 500 mil veículos (cerca de 4 hab/veículo) e 15 mil vias. Após um diagnóstico que apontou a existência de vários problemas no trânsito da capital como congestionamentos acentuados, sinalização precária, falta de suporte tecnológico, operação de carga e descarga sem regulamentação (ocorre 24 horas, de forma aleatória), poluição visual, falta de alternativas para escoamento do tráfego e entre outros, o prefeito municipal de Manaus lançou no dia 13 de julho um Plano de Gestão de Trânsito no biênio 2010/2012 com soluções permanentes para a cidade.
As soluções para os problemas começaram a ser implantadas em agosto de 2010 nas áreas mais críticas da cidade: Área Central (principalmente Centro Histórico), “Quadrilátero” (Av.Constantino Nery – Boulevard Álvaro Maia – Paraíba- Ephigênio Salles/Darcy Vargas), Corredores Av. Constantino Nery e Av.Djalma Batista, entre outros.
O Plano de Gestão a ser executado pela Prefeitura de Manaus tem como princípio trabalhar de forma organizada e participativa, ouvindo os usuários e/ ou suas entidades representativas, porém sempre colocando o interesse da cidade acima de interesses pessoais ou corporativos. E esta atuação tem que se dar de forma planejada, incisiva e contínua nas frentes de Engenharia, Educação e Fiscalização.
Para viabilizar as soluções previstas, tanto nas áreas prioritárias como nos demais locais da cidade, estão sendo criados diversos “Programas”, dentro do Plano de Gestão do Trânsito. Esses programas deverão ser realizados de forma permanente a partir do seu lançamento, uma vez que a questão do “trânsito” é tema que exige esforço diuturno e ininterrupto. Existem sete programas principais:
Programa Estacionamento Legal;
Programa Pedestre Vivo;
Programa de Orientação para o Trânsito;
Programa de Semáforos Inteligentes;
Programa de Tratamento de Pontos Críticos;
Programa Operação Cidadão;
Programa Educação para o Trânsito.

Programa Estacionamento Legal
Vai ordenar os espaços destinados à parada e ao estacionamento das vias da cidade. Por meio das seguintes ações:
•    Criação do Sistema de Estacionamento Rotativo (“Zona Azul / Zona de Restrição”) é um sistema de controle de uso de vaga de estacionamento rotativo por meio de tickets, voltados para os veículos de passeio que objetiva aumentar a rotatividade do uso dessas vagas.
•    Incentivo à criação de Estacionamentos Privativos;
•    Organização dos Pontos de Táxi;
•    Restrição à Circulação de Veículos de Carga (veículos pesados) em determinadas áreas e/ou horários;

•    Organização de outros tipos de estacionamento (carga/descarga de valores; farmácias; ambulâncias; bancos, etc.)
•    Organização e modernização do Parqueamento.
Programa Pedestre Vivo
Vai melhorar as condições de segurança e conforto para TODOS os pedestres, por meio das seguintes ações:
•    Implantação de travessias bem sinalizadas, iluminadas e tratadas com prioridade ao pedestre;
•    Implantação de rampa para acesso dos portadores de mobilidade reduzida;
•    Travessias com sinais sonoros e pisos táteis para pessoas com deficiência visual;
•    Lombadas eletrônicas nas principais escolas e pontos de concentração de travessia (hospitais, etc.)
Programa de Orientação para o Trânsito.
Vai realizar a implantação de placas indicativas e ou de orientação, objetivando dar ao usuário e motorista as informações sobre as principais rotas de deslocamento na cidade (regiões, bairros e principais logradouros), bem como dos mais significativos equipamentos urbanos existentes, quer sejam de serviços públicos, lazer, religiosos, esportivos ou turísticos.
Programa Semáforos Inteligentes
O programa implantará novos equipamentos de controle de semáforos com o objetivo de implantar o Sistema de Operação de Semáforo sincronizado visando a otimização da fluidez do trânsito proporcionando segurança aos condutores e pedestres. O sistema proporciona ainda contagem de volume de tráfego criando um banco de dados para uma melhor aplicação do mesmo. Inicialmente os “Semáforos Inteligentes” serão nas áreas do Centro e do Quadrilátero, nas principais vias onde se concentram maior fluxo de veículos, como av. Darcy Vargas, av. João Valério, Boulevard Álvaro Maia, ruas Pará e Maceió, entre outras.
O sistema também contará com o monitoramento por meio de câmeras de circuito fechado instaladas em locais estratégicos, que permitirão acompanhar o tráfego, agilizando a solução de problemas detectados, através de um atendimento eficaz, com respostas rápidas, estrutura operacional e administrativa preparada para receber reclamações e sugestões e transparência e justificativa nas ações de fiscalização.
Tantos os semáforos inteligentes como as câmeras de circuito fechado estarão interligados ao Centro de Controle Operacional – CCO que vai gerenciar todo o sistema de fiscalização eletrônica, semáforos inteligentes, câmeras de circuito fechado, central de rádio e central telefônica.

Programa de Tratamento de Pontos Críticos.
Por meio de estudos permanentes, tem o objetivo determinar soluções para eliminar ou minimizar os congestionamentos e dar maior fluidez ao trânsito em locais específicos, nas diversas regiões da cidade, em pontos como, as entradas da UFAM (Av.General Rodrigo Otávio) e do Manoa (Rua São João), av. São Jorge (R.Artur Bernardes x Av.Constantino),  Aleixo (Rua Gabriel Gonçalves x Av.André Araújo) dentre outros.

Programa Operação Cidadão.
Prevê um choque de gestão na operação e fiscalização de trânsito, por meio de:
•    Nova postura e novo enfoque: orientar e educar para garantir a livre circulação de veículos e pedestres;
•    Capacitação dos Agentes de Trânsito;
•    Aumento do efetivo de Agentes de Trânsito.

Programa Educação para o Trânsito
Planejar e executar projetos, programas e campanhas de educação permanentes para o trânsito, tendo como princípios norteadores o desenvolvimento e o exercício da cidadania e a melhoria da qualidade de vida.

Principais ações:
•    Encontros de professores.
•    Espetáculos teatrais.
•    Sessões de vídeo.
•    Oficinas com alunos.
•    Encontros com pais, alunos e comunidade.
•    Concursos literários